.:: Acessibilidade
Confira a previsão do tempo

Navegantes

Assine nosso Feed
Acompanhe nosso blog
Siga o Tainha no Twitter
>> Inicio >> Navegadores >> Navegantes >> CAÇANDO TESOUROS

CAÇANDO TESOUROS

Tainhanarede

Foto AFP
Foto AFP
Foto AFP
Empresa acha navio afundado em 1941 com carga de US$ 200 milhões
A empresa americana Odyssey Marine Exploration confirmou nesta segunda-feira que conseguiu localizar e identificar um cargueiro britânico afundado pelos alemães em 1941 com mais de 240 toneladas de barras de prata, indicando que trabalha agora na recuperação da carga.
A Odyssey, dedicada à exploração de destroços de barcos, informou que o metal encontrado tem valor estimado de US$ 200 milhões (R$ 369,3 milhões), esperando trazê-lo à tona na primavera (março a junho) do Hemisfério Norte.Os pesquisadores foram capazes de confirmar, graças a um submarino controlado por controle remoto, a localização e a identificação do navio SS Gairsoppa, que está a 4,7 mil metros de profundidade no Oceano Atlântico, em frente à costa da Irlanda, disse a Odyssey em comunicado.
O barco foi abatido em fevereiro de 1941 por um submarino alemão U-Boot, em plena Segunda Guerra Mundial (1939-1945).

"Completamos a primeira fase do projeto, a localização e a identificação dos destroços do naufrágio, e agora trabalhamos na fase de recuperação", disse Andrew Craig, diretor do projeto, citado no comunicado.
"Levando em conta o estado e a exposição dos destroços do naufrágio, estamos quase convencidos de poder recuperar a carga de acordo com nossos planos", completou. "Tivemos a sorte de encontrar os destroços do porão aberto e de fácil acesso", disse Greg Stemm, presidente da Odyssey, uma empresa com sede em Tampa, Flórida (sudeste).
Depois de uma dura batalha, a Odyssey Marine obteve do governo britânico em 2010 a exclusividade da extração dos restos do naufrágio e terá direito a reter 80% da carga, cujos 20% restantes irão para as autoridades britânicas.
Um tribunal americano decidiu na quarta-feira a favor da Espanha em um processo impetrado por esse país contra a Odyssey, acusada de ter-se apropriado do conteúdo de um naufrágio descoberto em 2007.
A Odyssey afirma ter encontrado os destroços de um navio de guerra espanhol afundado em 1804 em águas internacionais e reportou a carga na Flórida sem aviso prévio às autoridades espanholas.

Dois toques

pesca-liberada

Pesca liberada

Pescadores são liberados a começar ...
Mergulhe fundo...
a-vez-do-berbigao

BERBIGÃO

HORA E VEZ DO BERBIGÃOpor Fernanda ...
Mergulhe fundo...
ostras-e-mariscos

Ostras e mariscos

Por presença de toxina, governo ...
Mergulhe fundo...
em-laguna

Em Laguna

Hoje, dia 07/08/14 ás 7h e 16m, ...
Mergulhe fundo...

Tem a ver...

Foto Sebastião Salgado

MAR DE SALGADO

Sebastião Salgado diz que ...
Mergulhe fundo...
Foto do Arquivo - Tainha na Rede

MAR DE ILHAS


As Ilhas Moleques do Sul, ...
Mergulhe fundo...
Foto Fernando Alexandre

RÁDIO DO MAR

Rádio Costeira de Itajaí ...
Mergulhe fundo...
Foto video

Faróis que resistem!

Este vídeo mostra a fúria ...
Mergulhe fundo...
Esta obra tem apoio da FUNARTE - Fundação Nacional de Artes